Quem somos

Restaurante Clube Caçadores

Na estrada que liga Viseu a Lamego não é difícil dar com as placas que indicam o Clube de Caçadores. Instalações impecáveis, com um pequeno bar à entrada e duas salas restaurativas, muito confortáveis. Por todo o lado estão motivos de caça e imensas prateleiras repletas de belíssimos vinhos. A lareira acesa sabe bem pelo tempo frio, a par duma óptima amesendação e serviço muito profissional. Na ementa, a caça está em destaque.

Começa-se com algumas entradas na companhia de pão regional: petingas, chouriço e farinheira tostados, redenho e morcela da Beira fritos, mais a alheira de caça. Sopas bem quentes: sopa à camponesa, sopa de castanhas e canja de perdiz.
Algum peixe fresco, linguado, salmão e trutas grelhadas, um saboroso polvo à lagareiro ou frito com arroz de feijão e alguns bacalhaus, como não podia deixar de ser: bacalhau com natas, à Brás, bacalhau podre e um belíssimo bacalhau à lagareiro, com batata a murro e muito azeite. Vitela na púcara de barro ou à lagareiro, bife à caçador, coelho frito com batata a murro, perna de porco assada em forno de lenha, cabrito no churrasco, entrecosto na brasa com arroz de feijão ou cozido com grelos e uma suculenta cabidela de galo.

Na caça continua a variedade: perdiz com míscaros, estufada, bem
temperada e, à parte, arroz de passas e pinhões. Arroz de perdiz com míscaros, perdiz de cebolada ou com castanhas, tarte de perdiz e perdiz na cataplana. Pato bravo com o tal arroz, feijoada de lebre, arroz de lebre, bifinhos de veado na brasa, javali na púcara ou na brasa com arroz de feijão e um grelhado misto de caça. Na sobremesa a fruta e a doçaria variada, mais o queijo da Serra e o requeijão com doce de abóbora, delicioso. Nos vinhos, o difícil é escolher.